Operação cumpre sete mandados em MS contra esquema de fraudes em licitações

Esquema de fraudes em processos licitatórios descobertos em investigações anteriores, resultou em nova ação na manhã desta quarta-feira (10/7) quando força-tarefa envolvendo a Receita Federal, Polícia Federal, Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, deflagraram a Operação Casa de Ouro.

São sete mandados de busca e apreensão cumpridos em Campo Grande pelos agentes.

A intenção dos trabalhos, segundo a Receita Federal, é combater organização criminosa “especializada na fraude de certames licitatórios e no desvio de recursos públicos”.

Os alvos foram identificados em operações anteriores, como a Lama Asfáltica, Mineração e Terceirização de Ouro.

Conforme nota encaminhada à imprensa nesta manhã, as investigações decorrem da contratação indevida de empresa por meio de licitações fraudulentas.

Na ocasião, utiliza-se conluio prévio entre as pessoas jurídicas vinculadas participantes do certame e agentes públicos.

“Com base na análise do material apreendido nas operações anteriores, bem como dos dados obtidos no bojo da investigação com as quebras de sigilos bancários, fiscais e telemáticos, verificou-se que foram criados diversos mecanismos de blindagem para dissimular a destinação dos recursos debitados nas contas da empresa contratada antes de chegarem às contas do destinatário final”, diz em nota a Receita Federal do Brasil.