Operação conjunta tenta conter focos de incêndio no Pantanal em situação crítica

Trabalho coletivo e esforço lado a lado. Assim o Governo do Mato Grosso do Sul, por meio do Corpo de Bombeiros, e a Força Nacional realizam ações conjuntas para conter os focos de incêndio no Pantanal. Quatro equipes atuaram na fazenda São Bento, próxima a região da Maracangalha, durante a quarta-feira (3).

As equipes seguiram de manhã para atravessar o Rio Paraguai de balsa e depois partiram por mais 33 km até chegar ao local de ação. Cinco viaturas, entre elas um caminhão Auto Tanque de 7 mil litros se concentraram para reduzir os focos na região.

O trabalho foi feito por equipes do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, bombeiros de Brasília e militares da Força Nacional, somando um grupo com 16 profissionais em campo.

Ao longo do trabalho duas aeronaves Air Tractor da ICMbio sobrevoaram o local e fizeram três disparos de água para ajudar no trabalho de campo. Este é o terceiro dia seguido de combate a focos na região do Maracangalha.

“Realizamos aqui um combate direto, com às queimadas evoluindo desde ontem. Uma junção de forças para combater estes focos. É um local de muito desgaste aos militares, difícil de ação, que exige muito esforço”, afirma o tenente José Francisco Morel, comandante da operação no Maracangalha.

Morel explicou que a situação piorou na região devido o tempo muito seco, que teve mudança repentina do vento.

“Fizemos uma ação de combate aqui nos últimos dias, mas o vento mudou e voltou alguns focos. Por isso tivemos que refazer a estratégia. O trabalho vai continuar na região, até que possamos acabar com todos os focos”, descreve.