Dez mil pessoas participaram do 1º Pantanal TECHMS em Aquidauana nos dias 28 e 29

Com uma estrutura grandiosa, na fazenda da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, unidade de Aquidauana, o Pantanal TECHMS recebeu a participação de cerca de 10 mil pessoas durante os dois dias de evento (28 e 29/06).

O Pantanal TECHMS contou com parceria com o Governo de Estado de MS e mais 85 empresas e instituições (privadas e públicas), que levaram inovação e tecnologia para a região pantaneira em: exposições, demonstrações técnicas, vitrines tecnológicas, painéis empresariais, conferências e palestras sobre temas importantes para quem produz na região.

O Governador de MS, Eduardo Riedel, destacou que este evento já faz parte do calendário de eventos do Estado de Mato Grosso do Sul. “É revolucionário o que a gente conseguiu construir através da Universidade Estadual, junto com todos os parceiros públicos e privados em relação ao tema Pantanal. E quando a gente fala de Pantanal estamos falando do nosso próprio futuro e da nossa origem, do DNA da nossa cultura, da nossa tradição, e um olhar para frente em relação às atividades produtivas, agricultura familiar, aos povos originários, aos produtores rurais, a sustentabilidade, a biodiversidade, a baixa emissão de carbono. Então tudo isso é integrado sistemas de produção dentro desse contexto que garantam a manutenção dos nossos 80% de preservação do bioma, e 93% de manutenção da nossa biodiversidade. Eu não tenho dúvida nenhuma o que faz do primeiro Pantanal TECH  uma grande oportunidade da gente olhar para frente e garantir uma boa parte do território sul-mato-grossense, um futuro que todos nós queremos, de harmonia, de convivência, de produtividade das nossas atividades produtivas e de manutenção de sustentabilidade do nosso bioma pantanal”, disse o Governador.

O Reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho, que esteve à frente da organização do evento, ressaltou que o Pantanal TECHMS conseguiu reunir todos os atores interessados em um Pantanal cada vez mais inovador, tecnológico e com a produção sustentável. “Este foi um momento em que Aquidauana chamou todos os atores para esse debate, todas as instituições, todas as empresas que querem o bem do Pantanal  para mostrar os desafios e a agenda positiva de todos que adoram o Pantanal. Então é isso que nós estamos trazendo para Aquidauana: inovação, tecnologia e produção sustentável do Pantanal com as pessoas que vivem e trabalham com o Pantanal”, destacou o reitor.

O Pantanal TECHMS 2025 já tem data e será de 26 a 29 de junho. “Para o próximo ano nós vamos talvez avançar em mais dois dias. Foi um pedido grande das empresas e das instituições e também pensar também em algo mais inovador, com novas vitrines tecnológicas de vários experimentos que estão sendo  monitorados e também com várias palestras sendo transmitidas e quem sabe já um evento internacional”, disse o reitor, Laércio Alves de Carvalho.

O prefeito de Aquidauana, Odilon Ribeiro, destacou que este é um evento muito especial de todo o Brasil. “Aqui tem a culinária, tem os doces do Brasil inteiro. Tem palestras, debates que falam sobre o Pantanal num momento tão importante e de Aquidauana que está inserida no início, no portal do Pantanal. Eu estou muito feliz. Quero mais uma vez agradecer ao reitor Laércio e Ricardo Senna, pela grandiosidade desse evento que vai mostrar Aquidauana e o Pantanal para o mundo. E num momento muito importante, onde a gente precisa discutir, debater sobre o nosso Pantanal. Parabéns a UEMS, ao reitor, Dr. Laércio, ao Thiago, gerente da Unidade de Aquidauana, ao Ricardo, que hoje aqui representa o nosso governador Eduardo Riedel”, falou o Prefeito.

O Secretário-executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação da Semadesc, Ricardo Senna, destacou a importância da feira. “A gente só pode superar os gargalos que nós estamos enfrentando agora com essas três palavras: tecnologia, inovação e sustentabilidade. E, principalmente, essa liderança, esse acreditar nesta transformação é fundamental. Sem essa união de forças, sem a liderança do poder público municipal,  associado aí à academia, ao governo de Estado, a todas as instituições que estão fazendo esse Pantanal TECHMS, a gente não vai conseguir olhar para frente, olhar para o futuro. Então, o que nós estamos fazendo aqui é construir um futuro melhor para o bioma Pantanal”, disse Ricardo Senna.

O grande anúncio também é que ocorrerá a Expedição Pantanal TECHMS, sob realização da UEMS, do Governo de MS e de outras instituições do Estado e os resultados destes trabalhos conjuntos serão apresentados na próxima edição do Pantanal TECHMS em 2025. Esta Expedição promoverá um novo olhar sobre o maior santuário selvagem do mundo, passando por Porto Murtinho, Corumbá, Coxim, Miranda e Aquidauana. Será observada como as inovações tecnológicas de produção, turismo pesca e negócios sustentáveis presentes no Pantanal sul mato-grossense surgem como respostas aos desafios ambientais que o bioma tem enfrentado. As descobertas dessa e outras expedições  irão ampliar o nosso entendimento sobre o Pantanal e oferecer inspirações valiosas para a conservação desse ecossistema único.