Inverno: geada prevista em algumas regiões de Mato Grosso do Sul preocupa produtores de milho

A chegada do inverno na última quinta-feira (20) trouxe uma preocupação aos produtores de milho de Mato Grosso do Sul. Isso porque há previsão de geada para algumas regiões do Estado, entre os dias 10 e 15 de julho.

A equipe técnica da Aprosoja/MS realizou uma análise para avaliar o impacto desse fenômeno climático na agricultura local.

Segundo o coordenador técnico da Aprosoja/MS, Gabriel Belta, a análise considera a progressão do plantio e a fenologia das culturas, levando em conta um ciclo de 128 dias. Foi identificado que aproximadamente 28% da área de cultivo de milho segunda safra 2023/2024, na região sul do Estado, estará nos estágios fenológicos entre R1 (florescimento e polinização) e R4 (grão farináceo).

“Esses estágios são críticos e altamente suscetíveis a danos causados pela geada, podendo resultar em reduções significativas no potencial produtivo”, explica Gabriel.

Já na região central do Estado, a análise estima que 13% das lavouras estão nos estágios fenológicos entre R1 e R4 durante o período previsto para a geada, o que acaba colocando essas áreas em risco.

“A região norte parece estar mais segura, sem risco aparente de geada. Além disso, apenas 6% das lavouras nesta região estarão no estágio R4 durante o período de geada”, finaliza Balta.