Dourados lidera percentual de homicídios entre as maiores cidades do MS

Edição do Atlas da Violência publicada nesta terça-feira (18/6) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) aponta Dourados com o maior percentual de homicídios no Mato Grosso do Sul para cidades acima de 100 mil habitantes. Os números são referentes ao ano de 2022.

Conforme o material, no período do estudo foram registrados 46 homicídios e outros 23 crimes do mesmo tipo classificados de ‘ocultos’ [aqueles considerados mortes violentas, mas com causa indeterminada], totalizando 69.

Com uma população de 243.367 habitantes, segundo os dados do Censo mais recente, o percentual de crimes do tipo ocorridos em Dourados chega a 28,4% a cada grupo de 100 mil pessoas.

Para o Ipea, a proximidade do município com a região de fronteira seca com o Paraguai e a guerra entre facções criminosas são os principais fatores para justificar tal situação.

Ponta Porã, que não aparece com dados consolidados no levantamento, tem percentual um pouco maior, de 33,7%.

“(…) 2022 foi o terceiro ano seguido de crescimento da taxa estadual. Ponta Porã (33,7 – percentual de homicídios para cada 100 mil habitantes), o município limítrofe à cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, tem uma posição estratégica como entreposto do narcotráfico internacional de drogas. Também no sul do estado, mas no interior, encontra-se o município de Dourados (28,4). O predomínio da violência vem novamente das disputas entre PCC e CV [facções criminosas predominantes na região] pelo controle do tráfico de drogas na região de fronteira, ainda que outros grupos criminosos já atuem no estado, sobretudo nos presídios”, explica a população.

Para efeito de comparação, outras duas cidades sul-mato-grossenses com dados consolidados publicados no Atlas da Violência, ficam abaixo de Dourados no percentual estimado.

Campo Grande, com 898.100 habitantes registrou 178 homicídios – incluindo oito ocultos – apontando para 19,8% a cada grupo de 100 mil moradores. Já Três Lagoas, com população de 132.152, segundo o último Censo, tem percentual de 17,4%.

Execuções

Os dados que apontam Dourados como o mais alto índice de homicídios são de 2022, porém, a guerra entre facções citadas pelo estudo continua acontecendo. Entre abril e maio deste ano, casos de violência provocados por esses grupos foram registrados em locais distintos.

O mais recente resultou no assassinato de Marcus Vinicius Felix da Silva, em 9 de maio. Ele foi atingido com vários tiros em um campo de futebol localizado na região do Jardim Guaicurus, bairro localizado no Sul da cidade.

O jovem chegou a ser socorrido para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos e teve o óbito constatado horas depois.