Operação Nova Aliança elimina 820 toneladas de maconha na fronteira Brasil-Paraguai

Uma grande operação policial conjunta entre a Senad do Paraguai e a Polícia Federal do Brasil resultou na erradicação de 820 toneladas de maconha na fronteira entre os dois países.

A Operação Nova Aliança é um importante exemplo da cooperação entre Brasil e Paraguai no combate ao tráfico de drogas. As ações conjuntas das forças policiais dos dois países têm sido fundamentais para reduzir o fluxo de maconha e outras drogas entre os países.

A erradicação das plantações de maconha é uma medida crucial para combater o tráfico de drogas. Ela impede que a droga seja processada e distribuída para os consumidores, reduzindo a oferta e o consumo.

Operações como a Nova Aliança demonstram o compromisso dos governos do Brasil e do Paraguai com a segurança pública e a saúde de seus cidadãos.

O tráfico de drogas é um crime grave que causa diversos danos à sociedade. A erradicação das plantações de maconha é essencial para combater o tráfico e proteger a população. Ações conjuntas entre os países são fundamentais para combater o crime organizado.

Detalhes da Operação:

  • Duração: 10 dias
  • Local: Áreas de mata e morros nos arredores de Pedro Juan Caballero, Paraguai
  • Objetivo: Eliminar plantações de maconha e impedir o tráfico da droga para o Brasil
  • Resultados:
    • 820,6 toneladas de maconha eliminadas:
      • 55,6 toneladas de maconha pronta para consumo
      • 1.230 kg de sementes de maconha
      • 255 hectares de plantações de maconha em fase de desenvolvimento
    • Prejuízo financeiro para o tráfico:
      • Superior a 24 milhões de dólares (na fase atual)
      • Poderia chegar a 96 milhões de dólares se a droga chegasse ao mercado consumidor