Idoso de 65 anos cai em promessa de amor e tem prejuízo de R$ 26,9 mil

Um homem de 65 anos, residente em Dourados, distante 251 quilômetros de Campo Grande, foi vítima de um golpe romântico que lhe causou um prejuízo de R$ 26.900,00. A história teve início quando o idoso conheceu uma mulher através de um aplicativo de relacionamento online.

Após algumas conversas virtuais, a mulher prometeu ao idoso um relacionamento amoroso em troca de dinheiro. Acreditando nas promessas, o homem realizou diversos depósitos em contas bancárias fornecidas pela golpista, totalizando o valor mencionado acima.

No entanto, após receber o dinheiro, a mulher bloqueou o contato com o idoso e sumiu sem deixar rastros. Percebendo-se enganado, a vítima procurou a delegacia de polícia para registrar um boletim de ocorrência.

O caso serve como um alerta para os riscos dos golpes românticos online. É importante ter cautela ao iniciar relacionamentos virtuais e jamais fornecer dinheiro ou informações pessoais a pessoas desconhecidas.

Em caso de dúvidas, é recomendável buscar orientação de familiares, amigos ou profissionais de segurança.

Medidas de prevenção:

  • Desconfie de promessas rápidas e mirabolantes: Golpistas costumam fazer promessas de amor eterno, viagens românticas ou ganhos financeiros para conquistar a confiança da vítima.
  • Evite compartilhar informações pessoais: Não forneça dados bancários, senhas ou documentos pessoais para pessoas que você conheceu online.
  • Faça pesquisas: Verifique a identidade da pessoa nas redes sociais e busque por informações sobre ela na internet.
  • Converse com amigos e familiares: Compartilhe seus planos e peça a opinião de pessoas próximas antes de tomar qualquer decisão.
  • Nunca transfira dinheiro: Jamais envie dinheiro para pessoas que você conheceu online, mesmo que ela prometa devolver o valor em dobro.

Denúncias:

Se você foi vítima de um golpe romântico, procure a delegacia de polícia mais próxima ou registre sua ocorrência online através do site da Polícia Civil do seu estado.