Com 26 unidades em MS, Subway pede recuperação judicial por dívida milionária

A Subway entra para o hall de gigantes que entra com pedido de recuperação judicial no Brasil, por uma dívida de mais de R$ 482 milhões. Em Mato Grosso do Sul, a rede de restaurantes tem 26 unidades operantes.

A Subway pertencia ao grupo SouthRock Capital, que também entrou em pedido para recuperação das atividades da Starbucks. O pedido foi apresentado na última segunda-feira (11) à 1ª Vara de Falências de São Paulo, mas o juiz Adler Batista Oliveira Nobre ainda analisou o documento.

Na nova ação apresentado à Justiça, a SouthRock afirma que “um pequeno grupo de credores entendeu por bem interromper as produtivas e amigáveis negociações e conversas que até então vinham sendo mantidas”.

Conforme o grupo, os credores passaram a perseguir “inesperadamente” e “de maneira forçada e unilateral a imediata satisfação de seus créditos”, o que pressionou sua situação financeira.

Na justificativa apresentada à Justiça está uma notificação emitida pela atual proprietária norte-americana do Subway que também forçou a SouthRock a entrar com o pedido de proteção judicial.

“Tal repentina mudança de postura fez com que a proprietária da marca norte-americana Subway notificasse as requerentes [grupo SouthRock] a respeito da rescisão do denominado ‘Forbearance Agreement’ [Acordo de Tolerância], fazendo cessar, a partir daí, importante fonte de receitas”, traz o pedido judicial.

O pedido de recuperação ainda solicita que o processo do Subway seja dependente da proteção já concedida pela Justiça à Starbucks em dezembro do ano passado. Ou seja, as ações devem tramitar em conjunto.