Subea registrou mais de 100 casos de maus-tratos em fevereiro

A equipe de Monitoramento em Bem-Estar Animal (MOBEA) atendeu somente neste mês, com orientação e alerta a tutores sobre maus-tratos, 118 casos de denúncias. O acompanhamento realizado pela Subea tem cunho educativo e preventivo. As denúncias de maus-tratos devem ser realizadas através do canal Fala CG-156.

A titular da pasta, Ana Luiza Lourenço, comenta que o órgão recebe em média três denúncias por dia, demonstrando a preocupação das pessoas na saúde e bem-estar dos animais. “Mesmo no mês mais curto do ano, conseguimos atender esse número expressivo de ocorrências. O animal tem grande importância dentro da família da maioria das pessoas, por isso hoje situações de maus-tratos não são toleradas”.

Das cento e dezoito denúncias atendidas, somente três precisaram ser encaminhadas para a delegacia especializada nesse tipo de crime. A Subsecretaria chama atenção para os casos de animais com sinais clínicos de doenças graves e que são tratados de forma inadequada.

Durante as visitas, os veterinários realizam a anamnese dos animais e em várias situações, constata a possibilidade do animal estar com leishmaniose ou outra doença, sendo medicado pelo tutor de forma inadequada, sem ter passado por um especialista.

Consultas
A Prefeitura de Campo Grande, através da Subea, disponibiliza as segundas, terças, quintas e sextas-feiras, consultas veterinárias gratuitas. São distribuídas 15 senhas pela manhã, a partir das 7h30 e 15 senhas pela tarde, a partir das 13h.

O tutor deve vir até a unidade de atendimento com o seu animal, além de documento com foto, comprovante de residência e o número do NIS.

Serviço

Endereço: Rua Rui Barbosa, 3538 – Centro.

Informações: 2020-1397