Seis anos sem carnaval, Bonito deve receber 10 mil turistas no feriado

Com média de ocupação dos hotéis em 85% até esta quinta-feira (8), a cidade de Bonito deverá repetir o movimento de turistas no período de carnaval do ano passado, quando recebeu 10 mil visitantes de várias regiões do Estado e também de outras regiões do Brasil e estrangeiros. Jardim e Bodoquena, que integram a Rota Bonito Serra da Bodoquena, também projetam um fluxo de visitantes acima da média para o feriado prolongado.

“Estamos esperando mais de 90% de ocupação hoteleira, entre os dias 9 e 13 de fevereiro, a procura por reservas tem sido muito grande”, informou a secretária municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Juliane Salvadori. “O turista procura se refugiar nesse período, em busca de tranquilidade, e o fato de não termos carnaval tem atraído esse público diferenciado com demandas históricas nos últimos anos para todos os nossos atrativos”, completou.

A Rota Bonito Serra da Bodoquena é o destino ideal para quem busca sossego em conexão com a natureza durante o agito do carnaval. Além do ambiente de cidades do interior, o visitante encontra o sossego que procura e um leque de opções de passeios, agendados antecipadamente por meio das agencias de turismo: cachoeiras, mergulhos, flutuação, balneários (day use), trilhas, cavalgada, rapel, tirolesa, bóia-cross e caiaque, dentre outros.

Segurança

Em Bodoquena, onde também não haverá carnaval de rua, a secretária de Turismo estima que mais de dois mil turistas visitarão o destino durante cinco dias. Ainda há vagas de hospedagem em acampamentos e os atrativos estão praticamente com lotação completa. Em Jardim, a prefeitura vai promover o Jardim Folia, entre os dias 10 e 12, com expectativa de superar o público do ano passado. Muita procura também pelos atrativos, entre os quais o Rio da Prata.

Se preparando para receber o volume de dez mil turistas, Bonito está se organizando para garantir total segurança na cidade e nos acessos aos atrativos. Nesta quinta-feira, haverá reunião da secretária de Turismo, Indústria e Comércio com os órgãos de segurança pública estadual (Polícia Militar, Polícia Civil e Bombeiros), Saúde, Guarda Municipal, Conselho Tutelar, Agência de trânsito, dentre outros, para reforçar as ações de controle e prevenção.