Pesquisa dobra número de postos e variação nos combustíveis alcança 24,67%

Com o dobro do número de postos de combustíveis, levantamento do Procon/MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor), instituição vinculada à Sead (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos), identificou variação de até 24,67% nas bombas de abastecimento em Campo Grande.

Realizada entre os dias 5, 6 e 7 de fevereiro, a pesquisa lista dezesseis estabelecimentos, oito a mais do que no estudo divulgado em janeiro. Ao todo, nove tipos de combustível tiveram seus valores registrados. Os mesmos podem ter sido reajustados, após a coleta dos dados.

O litro do etanol comum oscilou 18,09% para pagamento em dinheiro ou cartão à vista, ante os 24,67% na cobrança paga com cartão de crédito. Dessa forma, os preços verificados foram de R$ 3,04 a R$ 3,79 nas bombas.

No caso da gasolina comum, o litro apresentou variação de R$ 5,19 a R$ 5,99 entre os postos pesquisados, enquanto o GNV (Gás Veicular Natural) teve o metro cúbico comercializado com valores entre R$ 3,99 e R$ 4,45.

Conforme o secretário-executivo do Procon/MS, Angelo Motti, ampliar a pesquisa possibilitou apresentar um cenário mais próximo do consumidor, uma vez que incluiu todas as regiões da Capital. Ele ainda avalia que esse reforço pode ser estratégico na hora de se abastecer.

“Adotamos uma metodologia que permite mostrar um cenário mais próximo do consumidor, lembrando que muitas vezes não vale ele se deslocar até outra região somente para garantir um desconto”, orienta Motti. “É importante pesquisar e também que as pessoas denunciem eventuais irregularidades pelo Disque Denúncia 151 ou no nosso site”.

pesquisa completa pode ser acessada no site do Procon/MS.

Kleber Clajus, Comunicação Procon/MS
Foto: Monique Alves