DAC vence o Novo no Douradão e encosta na liderança do Grupo B

Foi com sofrimento até o fim, mas o Dourados AC conseguiu sua segunda vitória no Campeonato Sul-Mato-Grossense. No domingo (4/2), pela quarta rodada, o DAC recebeu o Novo FC e, mesmo com dez jogadores, conseguiu fazer 2 a 1 no fim. Nonato abriu o placar no primeiro tempo, Katraca igualou no segundo e, nos acréscimos, Thiago Moura fez o gol da vitoria douradense.

Com o resultado, o Dourados chega aos seis pontos e esta na segunda posição do Grupo B, já que a liderança é do Aquidaunense FC que, no sábado (3/2), venceu o Ivinhema FC por 2 a 0. O Novo, por outro lado, tem apenas um ponto e segura a lanterna.

Na próxima rodada, sábado de carnaval (10), o DAC vai ao Estadio Saraivão enfrentar o Ivinhema. No Estadio Arthur Marinho, jogam Corumbaense FC e Aquidauanense.

Gols

O primeiro gol do jogo no Estádio Douradão saiu depois que Paulo Henrique Salmázio marcou pênalti quando o lateral Martins tocou com o braço na bola em disputa com Nonato. O próprio camisa 9 do DAC foi para cobrança e abriu o placar.

No segundo tempo, logo no primeiro minuto, Nonato foi derrubado na área quando tentava finalizar. Outro pênalti, mas desta vez a cobrança ficou a cargo de Thiago Moura. O capitão não foi tão preciso e parou no goleiro Felipe, que fez bela defesa.

O erro não passou impune e, aos 25 minutos, depois de cobrança de escanteio de Ferdinando pela esquerda, a bola cruza a área e fica com Katraca. O atacante fez o drible no marcador e bateu para bola desviar em Thiago Moura antes de entrar. Para piorar, alguns minutos depois, Daniel Reis, que havia acabado de entrar, teve que fazer falta por trás em Katraca para matar o contra-ataque e foi expulso.

Apesar de ficar com um jogador a menos, o time do DAC seguiu insistindo no segundo gol, correndo risco de contra-ataques. Até que, aos 45 minutos, Túlio Renan, ao tentar o drible, vou derrubado perto da área. Thiago Moura assumiu a responsabilidade da cobrança e desta vez foi certeiro. Bateu no canto esquerdo baixo do goleiro, a bola ainda bate na trave antes de morrer na rede e decretar a vitória douradense.