Novo medicamento para tratamento do HIV chega ao Mato Grosso do Sul

Uma combinação inédita de medicamentos foram distribuídas pelo Ministério da Saúde que prometem serem mais eficazes para pacientes com Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) ou Aids: os antirretrovirais dolutegravir 50mg + lamivudina 300mg em um único comprido. O Estado de Mato Grosso do Sul recebeu 81.480 unidades do medicamento.

Com a nova medicação os pacientes ganham a possibilidade de utilizar um tratamento com uma única dose diária.

A mudança dos comprimidos deve acontecer de forma gradual e continua, obedecendo aos seguintes critérios:

• Idade igual ou superior a 50 anos;
• Adesão regular;
• Carga viral menor que 50 cópias no último exame;
• Ter iniciado a terapia dupla até 30/11/2023.

A distribuição da combinação de medicamentos é parte da estratégia prioritária da pasta para eliminar o HIV e a aids como problemas de saúde pública. Em 2023, a pasta ultrapassou o valor de R$ 1,8 bilhão investidos em medicamentos contra o vírus.

A medicação é fruto de uma parceira, assinada entre Farmanguinhos/Fiocruz e as empresas farmacêuticas ViiV Healthcare Company e GlaxoSmithKline.

A distribuição da combinação de medicamentos é parte da estratégia prioritária da pasta para eliminar o HIV e a aids como problemas de saúde pública. Em 2023, a pasta ultrapassou o valor de R$ 1,8 bilhão, investidos em medicamentos contra o vírus.