Prazo para saque do abono salarial termina na quinta-feira; confira

Trabalhadores que ainda não sacaram o abono salarial de 2023 têm até quinta-feira (28/12), para receberem o benefício junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

Cerca de 84,5 mil pessoas não buscaram as agências para acessar os valores, por isso resta um montante de R$ 71,7 milhões esperando os trabalhadores. Esse dinheiro será restituído ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), caso não seja sacado.

O abono salarial é originalmente um benefício voltado ao amparo de trabalhadores em situação de vulnerabilidade socioeconômica e ajuda a complementar o orçamento.

Os valores atualmente disponibilizados são referentes ao ano-base de 2021. Até agora a Caixa pagou 22,1 milhões de parcelas para pessoas nascidas entre janeiro e dezembro, o que configura um total de R$ 21,8 bilhões pagos aos trabalhadores.

O abono salarial foi criado pela Lei nº 7.998/90 e paga até um salário-mínimo para pessoas que correspondam a determinados critérios.

Para ter direito, é preciso: estar cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos; ter recebido remuneração mensal média de até dois salários-mínimos em 2021; ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica durante pelo menos 30 dias, sejam consecutivos ou não, no ano-base; ter os dados fornecidos pelo empregador de forma correta junto à Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

A política é gerida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e financiada pelo FAT, fundo de caráter especial que custeia também o Programa do Seguro-Desemprego e outras políticas voltadas ao desenvolvimento econômico.

O pagamento dos valores é feito pela CEF em conta corrente ou poupança da Caixa e, apesar de haver prazo para o trabalhador buscar o banco e requerer o dinheiro, não há limite de tempo para sacar os valores depois que é feito o depósito em conta.

De acordo com o banco, pessoas impossibilitadas de receberem crédito em conta para pagamento podem receber o benefício com o cartão social nas Lotéricas, em terminais de autoatendimento ou em correspondentes bancários. Também é possível fazê-lo diretamente nas agências, desde que seja até amanhã.

Em caso de dúvidas sobre a Rais ou sobre os valores, os trabalhadores podem recorrer ao portal Gov.br ou ao aplicativo Carteira de Trabalho Digital, ambos canais do Ministério do Trabalho. Já a consulta sobre o pagamento pode ser feita nos aplicativos Caixa Tem ou Caixa Trabalhador, por meio do telefone 0800 726 0207 ou no Portal do Cidadão, pelo link Portal do Cidadão, https://cidadao.caixa.gov.br.