Rússia renova importação de 570 mil toneladas de carne bovina

O governo russo renovou as quotas para importação de 570 mil toneladas de carne bovina, com tarifa reduzida de 50% para 15% e 364 mil toneladas de carne de aves, com tarifa zero. A União Econômica Eurasiática (UEEA) também anunciou quotas para importação de 124,5 mil toneladas de carne bovina (exclusivamente para processamento) com tarifa zero, sendo 100 mil toneladas para o mercado russo e o restante distribuído entre os quatro outros países membros (Belarus, Armênia, Cazaquistão e Quirguistão). A medida valerá de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2024.

O anúncio das quotas foi feito pelo Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia, por meio do Decreto da Federação da Rússia 2129/2023.

As exportações brasileiras de carne bovina e carne de aves para o mercado russo, que em 2022 somaram US$ 278 milhões e representaram 15,4% da pauta brasileira, continuaram a crescer em 2023.

Entre janeiro e outubro deste ano, o fluxo comercial já alcançou US$ 250 milhões, atingindo 22,2% do total das exportações brasileiras para a Rússia.

Além das quotas já anunciadas, estão sendo discutidas medidas adicionais de interesse do agronegócio brasileiro. A Rússia considera instituir uma quota para importação de 1,2 bilhão de unidades ovos, com tarifa zero, válida para primeiro semestre de 2024. A tarifa de importação de ovos na União Eurasiática pode chegar a 15%.