Governador Eduardo Riedel destaca ações feitas durante 1º ano de gestão e as perspectivas para 2024

O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), ao lado do seu vice-governador Barbosinha e também do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública Antônio Carlos Videira e da secretária de Assistência Social e Direitos Humanos Patrícia Cozzolino, se reuniram com a imprensa no Centro de Convenções Arq. Rubens Gil de Camillo, para destacar as ações feitas durante o primeiro ano da Gestão de seu Governo em 2023 e quais são as perspectivas para o próximo ano.

Durante a coletiva, Riedel destacou o trabalho exercido pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS) neste ano, dando ênfase para a recente aprovação da Lei do Pantanal. “Em relação ao ano de 2023, a Assembleia Legislativa foi muito parceira do governo do Estado, foram aprovados as 22 leis que estavam tramitando lá naquela casa, dando uma atenção para a Lei do Pantanal, que realmente foi um marco para o Estado”, destacou.

Riedel ainda comentou sobre a economia. “O aumento de arrecadação até novembro é de 9.1% com diminuição de carga tributária desde o mês de março, sendo o Estado que menos cobra imposto no Brasil”.

Deurico/Capital News

Governador Eduardo Riedel destaca ações feitas durante 1º ano de gestão e as perspectivas para 2024

Governador Eduardo Riedel

Foi comentado ainda, sobre o maior atrativo turístico da Capital, o Aquário do Pantanal e conforme Riedel, a entrada continuará gratuita. “Ele continua gratuito até finalizar o processo de rendimento em relação ao potencial econômico. A PNDS (Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde) foi contratada para fazer a avaliação econômica desse atrativo. Mas é o estudo quem vai dizer, enquanto isso não acontecer ele permanecer gratuito”

Para Riedel, o ano de 2023 foi um ano produtivo em relação à sustentabilidade. “Quando a gente se coloca nessa linha, estamos passando uma mensagem do nosso desenvolvimento espelhado na nossa base produtiva, tanto primária quanto industrial, e ela tem avançado muito. O Mato Grosso do Sul está bem posicionado, nos temos que traduzir em vantagem competitiva, aos empresários e a população, não sendo apenas uma questão de preservação”, disse Governador.