Operação entre Senad e Polícia Federal elimina quase 330 toneladas de maconha

Operação conjunta Nova Aliança, deflagrada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai e a PF (Polícia Federal) do Brasil, eliminou quase 330 quilos de maconha durante ações realizadas na Reserva Morombi, no Departamento (equivalente a estado) de Canindeyú.

Foram 12 dias de trabalho em que as equipes policiais identificaram 109 hectares de plantação de maconha, o que corresponde a 327 toneladas da droga, além de 18 acampamentos destruídos, onde estavam escondidos mais de duas toneladas do entorpecente.

Grande parte dessa droga produzida no Paraguai é destinada a facções criminosas do Brasil. Todo o desdobramento operacional realizado representa um prejuízo de aproximadamente 9,8 milhões de dólares norte-americanos.

Balanço das ações em 2023

De janeiro até agora, segundo dados das forças de segurança, foram realizadas seis operações, que resultou na retirada de circulação de 3.879 toneladas de maconha e a destruição de 430 acampamentos usados como centro de coleta e logística para as organizações criminosas.

Operação entre Senad e Polícia Federal elimina quase 330 toneladas de maconha
Operação entre Senad e Polícia Federal elimina quase 330 toneladas de maconha
Operação entre Senad e Polícia Federal elimina quase 330 toneladas de maconha