Anastácio investe na cultura do município

Saiu no Diário Oficial de Anastácio, do dia 23 de novembro, o resultado do chamamento para projetos da Lei Paulo Gustavo.
Conforme as especificações a Secretaria de Cultura, foram aprovados cinco projetos de Produção em Audiovisual:
– Memorial Itinerante da Retirada da Laguna (documentário)
– Mulheres Agriculturas de Anastácio (documentário)
– Clipe Musical Raffa e Ruan (videoclipe)
– Uma Flor Para Dona Rosa (anime)
– Arte de Rua (documentário).
Já na área de formação e qualificação o projeto contemplado foi NUFAC – Núcleo de Formação de Agentes Culturais, que terá oficinas de audiovisual na sede do Instituto Ressoarte.
No segundo edital, ligado às demais áreas da cultura, o projeto contemplado foi Balaio Cultural – Todas as tribos em um só espaço.
De acordo com Lincoln Pellicioni, Secretário de Cultura, serão empregados nestes projetos quase R$ 250 mil oriundos do Fundo Nacional do Audiovisual e do Fundo Nacional de Cultura, que fomentarão diretamente a economia da cultura e economia criativa de Anastácio, beneficiando diretamente em torno de 105 profissionais e indiretamente aproximadamente 500 pessoas, sendo: estúdios de gravação, fotógrafos, editores de imagem e som, operadores de drone, coordenadores, produtores,
roteiristas, apoio logístico, cerimonialistas, repórteres, hotelaria, gráficas, curadores, camiseterias, profissionais de libras, aluguel de carros, combustíveis, alimentação, além de mais de 40 cachês artísticos para os talentos cadastrados na Secretaria Municipal de Cultura, seja pela exposição de suas obras, apresentação individual ou em grupo e também pelos depoimentos nos documentários.
Segundo a equipe da SEMUC, haverá também vários documentários que irão salvaguardar a história do nosso município neste momento ímpar através do audiovisual.
Todos os proponentes possuem seis meses para a realização de seus projetos e contarão com o apoio e fiscalização de uma equipe da Secretaria Municipal de Cultura.