Quadrilha transportava armas de grosso calibre da fronteira com o PY para MG

Mais uma ação contra o contrabando de armas foi deflagrada pela Polícia Federal de Mato Grosso do Sul. Batizada de Operação Cavalo de Aço, os policiais cumpriram nesta manhã (15) um mandado de prisão e dois de busca e apreensão em Minas Gerais, sendo que as ordens foram expedidas pela Justiça Federal de Ponta Porã.

De acordo com a PF, a operação tem por objetivo aprofundar as investigações mediante a identificação dos demais integrantes de uma organização criminosa que atua no tráfico internacional de armas de fogo e na lavagem de dinheiro.

As investigações tiveram início a partir da apreensão em Ponta Porã de um fuzil, calibre .556, fabricado nos USA. O armamento fora adquirido na fronteira com o Paraguai e transportado de forma oculta em um veículo que seguiria para a cidade Belo Horizonte (MG).

A organização criminosa investigada possuía atuação na fronteira Brasil-Paraguai e também em Minas Gerais. Há indícios de que os armamentos serviriam para a prática de roubos a instituições financeiras, denominado de “novo cangaço”.