Secretaria inicia entrega da Bivalente a municípios e recebe 35 mil doses de vacina infantil

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) iniciou a entrega das 32.400 doses da vacina Pfizer Bivalente. Os 79 municípios podem fazer a retirada até às 17h, na CEVE (Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica).
Integram a primeira fase dos indivíduos aptos a se vacinarem: idosos a partir de 70; pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos; abrigados e trabalhadores destas instituições, imunocomprometidos, comunidade indígenas, ribeirinhas e quilombolas e profissionais da saúde. A vacina Bivalente deve ser usada somente para dose de reforço.
O esquema vacinal para os grupos prioritários será de uma dose da vacina Covid-19 bivalente (Reforço) a partir dos 12 anos de idade, para pessoas que apresentarem pelo menos o esquema prévio de duas doses com vacinas monovalentes. O intervalo para doses de reforço com vacinas bivalentes será a partir de 4 meses da última dose de reforço ou última dose do esquema primário (básico) com vacinas monovalentes.
A SES/MS ressalta que as pessoas que não fazem parte do grupo prioritário para as doses de reforço de vacinas bivalentes e que não iniciaram a vacinação ou que estão com o esquema de duas doses monovalente incompleto, deverão completar o esquema vacinal já preconizado com as vacinas monovalentes da Covid-19.
Ainda nesta segunda-feira (13), a SES/MS recebe 35 mil doses de vacina infantil sendo 30 mil doses da Pfizer Pediátrica e mais 5 mil da Pfizer Baby. Na terça-feira (14), chega a segunda remessa com as 209 mil doses da Pfizer Bivalente e mais 15 mil doses de vacina Coronavac para finalizar esquema em crianças de 3 e 4 anos.
Todos os imunizantes serão entregues aos municípios na na próxima sexta-feira (17).
Recomendações
A Pfizer Baby é indicada para crianças de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias, com ou sem comorbidades. O esquema de vacinação primário será composto por três doses, sendo a D1 e D2 aplicadas com um intervalo de quatro semanas entre uma dose e outra. A terceira dose precisa de um espaço de oito semanas, após a administração da segunda dose.
Já a Pfizer Pediátrica é indicada para crianças de 5 a 11 anos de idade. O esquema de vacinação primário será composto por duas doses, sendo a D1 e D2 aplicadas com um intervalo de oito semanas entre uma dose e outra.
Já a dose de reforço deve ser aplicada com um espaço de quatro meses, após a administração da segunda dose. A SES/MS ressalta que o início da aplicação das doses será definido pelas secretarias de saúde de cada município.
Rodson Lima, SES
Foto: Divulgação/SES