Safra 2023 deve ser boa em MS, segundo a Cooperoeste

Seguindo a tendência de aumento de safra, a Cooperoeste está otimista com a colheita de soja e da safrinha em 2023.

As lavouras estão fantásticas e boa parte dos insumos para a safrinha já estão comprados. “Como a soja será colhida cedo, porque o clima favoreceu com a janela ideal, a safrinha também terá o plantio no período correto e será também muito boa”, destacou via assessoria o Coordenador de Fertilizantes e Nutrientes da Cooperoeste, Antenor Woehl.

A produção de soja em Mato Grosso do Sul deve alcançar 13,35 milhões de toneladas, um acréscimo de 49,4% em relação à safra de 2021/22. Essa também será a maior produção estadual da oleaginosa, conforme dados da série histórica da Conab, iniciada em 1977.

A área de soja no estado ainda está em constante crescimento, a estimativa é que a safra seja 2,5% maior em relação ao ciclo passado (2021/2022), atingindo a área de 3,842 milhões de hectares. Gerando a expectativa de produção de 12,318 milhões de toneladas. A produtividade estimada é de 53,44 sc/ha. Na região de São Gabriel, essa média é maior, em torno de 70sc/ha, alguns associados da Cooperoeste produzem até 85 sacos em alguns talhões.