Crédito Rural para MS somou R$ 12,4 bilhões no Plano Safra no 2º semestre de 2022

Entre julho e dezembro de 2022, o desembolso do crédito rural para Mato Grosso do Sul somou R$ 12,4 bilhões no Plano Safra 2022/23. O número é 27,02% maior que o 2º semestre de 2021, de R$ 9,76 bilhões, de acordo com levantamento do Sistema Famasul com dados do Banco Central do Brasil.

Do valor total de recursos acessados no estado, 74,04% foram utilizados no setor agrícola, equivalente a R$ 9,23 bilhões. Na pecuária foram R$ 3,23 bilhões, com 25,96% do total. “O aumento na contratação de financiamento de crédito rural decorreu da elevação dos custos de produção, de taxas de juros mais atrativas e das oportunidades de mercado por meio de condições favoráveis de preço e de demanda”, destaca Jean Américo, analista de economia do Sistema Famasul.

A maior parcela do recurso foi destinada à modalidade custeio, com 71,39%; o valor em investimento foi de 20,42%; a comercialização foi responsável por 6,06%; e a industrialização com 2,13%.

O volume destinado ao custeio foi 45,78% superior ao mesmo período de 2021. Já o investimento e comercialização, sofreram reduções de 1,70% e 25,01% respectivamente. A industrialização teve expressivo aumento de 353,79%, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

“A soja e o milho foram os principais produtos agrícolas responsáveis pela utilização do custeio em Mato Grosso do Sul, que são utilizados para insumos e colheita da safra”, detalha, Jean.

A concessão dos recursos ocorreu predominantemente por meio dos bancos públicos, 73,41% do total. O repasse via bancos privados representou 16,74% e as cooperativas de crédito responderam por 9,52% do recurso aplicado em Mato Grosso do Sul.

Foram mais de 21,8 mil contratos fechados no 2º semestre de 2022 em Mato Grosso do Sul. No período, produtores do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) contrataram mais de R$ 187,13 milhões em 3,1 mil assinaturas. Já os produtores do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), solicitaram R$ 1,64 bilhões em mais de 6 mil contratos.

Brasil – A região sul do Brasil continua com o destaque nos financiamentos do Plano Safra com quase R$ 70,4 bilhões. O Centro-Oeste está em segundo lugar no desempenho do crédito, com R$ 53,4 bilhões, com Mato Grosso do Sul responsável por 23,19%.