Fevereiro tem pesca e solte e carnaval na Capital do Pantanal

Embarcar em um dos barcos-hotéis no Porto-Geral de Corumbá por até cinco dias, subindo o Rio Paraguai no sentido Norte, é uma experiência inesquecível que o turista desfruta duplamente: a emoção de fisgar um peixe nobre e brigador, como o dourado, e o vivenciar das belezas naturais do Pantanal em uma região intocável: a mística Serra do Amolar.

A temporada de pesca esportiva abre em 1º de março nos rios de Mato Grosso do Sul, mas já agora, a partir de 1º de fevereiro, a legislação permite a prática da modalidade pesque e solte (apenas) na calha do Rio Paraguai. Momento único para reunir a família ou os amigos e fazer uma incursão por esse paraíso de água e muito verde, de céu estrelado e pôr-do-sol sem igual.

Sim, é possível sonhar em um cruzeiro por água doce, com toda segurança. Corumbá tem a maior estrutura fluvial para a pesca esportiva e passeios – embarcações para 12 a 70 pessoas, com acomodações de qualidade, conforto, piscinas e serviços com excelência. Distante 420 km de Campo Grande, a cidade é conhecida como a Capital do Pantanal, e faz sentido: é o maior município do bioma.

Amolar e Morrinho

Os pacotes de pesca esportiva dos barcos-hotéis, com tudo incluso – bote de alumínio, isca, guia de pesca, combustível, alimentação, hospedagem, bebidas e ainda um sashimi de piranha, feito na hora -, tem como destino a Região da Serra do Amolar, no entorno do Parque Nacional do Pantanal. O barco-hotel navega em águas mansas por 250 km, levando o turista as regiões de maior piscosidade para a prática da pesca esportiva em áreas permitidas.

Outra opção, são os excelentes hotéis e pesqueiros nas margens do rio Paraguai, com conforto e as facilidades para a pratica da pesca esportiva, localizados na região de Porto Morrinho, distante 7 km da ponte sobre o Rio Paraguai (BR 262) e a 70 km de Corumbá. O Hotel Pesqueiro da Odila, associado da ACERT (Associação Corumbaense das Empresas Regionais de Turismo) tem 90 leitos e trabalha com quatro pacotes, que incluem: hospedagem, alimentação completa, barco a motor e guia de pesca.

Pesca e folia

Este ano, serão nove feriados e oito pontos facultativos, entre estaduais e nacionais, um calendário convidativo para preparar a tralha e partir para o Pantanal. Em fevereiro, tem o carnaval (18 a 21), data perfeita: Corumbá realiza o melhor carnaval do interior brasileiro, com desfile de escolas de samba, blocos e cordões. A cidade tem outros atrativos, como o Casario do Porto, museus, a Estrada Parque Pantanal e o monumento Cristo Rei do Pantanal.

O acesso a Capital do Pantanal pode ser feito pela BR-262 ou de avião, a partir de Campo Grande. A companhia Azul opera aos sábados, em voo saindo da capital, e em cinco dias da semana com a rota Campinas/Corumbá/Campinas. O destino conta com excelente rede hoteleira e gastronômica e a orla portuária oferece lazer e entretenimento, com passeio de barco pelo Rio Paraguai.