PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 09 de Agosto de 2018 - 20:37
Juíza de MS entrega cartilha em Guarani e Terena para ministra Cármen Lúcia



 
 

Juíza de MS entrega cartilha em Guarani e Terena para ministra Cármen Lúcia

 
 
Durante a abertura da XII Jornada Maria da Penha, nesta quinta-feira (9), em Brasília, a juíza Jacqueline Machado, que responde pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar em MS e titulariza a 3ª Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Capital, entregou para a ministra  Cármen Lúcia um exemplar da cartilha Lei Maria da Penha nos idiomas Guarani e Terena.

Ao lado dos juízes Liliana de Oliveira Monteiro, Alessandro Leite Pereira e Aluizio Pereira dos Santos, Jacqueline representa a magistratura sul-mato-grossense no evento e apresentará ações e resultados obtidos pela justiça de Mato Grosso do Su no painel Boas Práticas em Prevenção de Violências Contra a Mulher, a ser realizado nesta sexta-feira.  

Assim, hoje e amanhã, magistrados, delegados, policiais, promotores e defensores públicos de todo o país estarão reunidos para debater o efetivo cumprimento da Lei nº 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, que completou 12 anos de vigência no dia 7 de agosto. 

Em sua fala, a ministra, que preside o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF), alertou para o aumento no número de casos de assassinatos de mulheres vítimas de feminicídio no Brasil. 

Para Cármem Lúcia, apesar da Lei Maria da Penha ter modificado substancialmente o tratamento da violência contra a mulher, ainda falta descobrir as motivações desses crimes, que seguem causando milhares de vítimas unicamente por questões de gênero. Atualmente, tramitam no Judiciário 10 mil processos de feminicídio.   

Cartilha - As cartilhas foram criadas em 2016, no Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), pelas defensoras Edmeiry Silara Broch Festi, Graziele Carra Dias Ocáris e Thaís Dominato Silva Teixeira, e impressas na gráfica do Tribunal de Justiça de MS.

A publicação se justifica em razão de ser Mato Grosso do Sul o segundo estado brasileiro a ter o maior número de população indígena. Dados do IBGE, na época do lançamento, revelavam que 50 mil indígenas do Estado são da etnia Guarani e 23.500 Terenas. A maioria, 51%, é de mulheres que não dominam a Língua Portuguesa. 

A cartilha foi criada pelo Nudem depois que indígenas de todo o Estado participaram de um Fórum de Discussão, na Semana de Combate à Violência Contra a Mulher.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
21/01/2019 - 16:04  Funtrab tem mil oportunidades de emprego para trabalhadores da cultura da maçã
21/01/2019 - 16:01  Aquidauanense estreia com vitória no Campeonato Estadual
21/01/2019 - 15:37  PRF diz que "errou" ao apontar suicídio como causa de acidente com 3 mortos
21/01/2019 - 15:35  Delegado considera prematuro dizer que suicídio provocou acidente com 3 mortes
21/01/2019 - 15:20  TJ empossa nova desembargadora nesta quarta-feira
21/01/2019 - 15:18  Dezesseis municípios não registraram homicídios este ano no Mato Grosso do Sul
21/01/2019 - 15:14  Prefeito dá posse à nova secretária de Saúde de Aquidauana
21/01/2019 - 15:11   Homem é preso com pasta base pela Equipe de Radiopatrulha do 7º Batalhão de Polícia Militar de ...
21/01/2019 - 15:10  Em uma ação conjunta as equipes do 7º Batalhão de Polícia Militar recuperaram uma motocicleta ...
21/01/2019 - 15:06  Em Miranda, dois homens foram presos pela equipe de Radiopatrulha após cometerem furto
21/01/2019 - 15:03   Força tarefa entre equipe de Força Tática e Radiopatrulha de Anastácio do 7º Batalhão de ...
21/01/2019 - 15:00  PMA prende infrator com revólver carregado e cinturão com munições
18/01/2019 - 14:17  Aquidauana recebe nova revitalização da pintura de sinalização
18/01/2019 - 13:16  Feira dos Índios se mantem viva com a ajuda da Prefeitura de Aquidauana.
18/01/2019 - 08:47  Tempo começa a mudar e pode chover forte na região do bolsão nesta sexta-feira
18/01/2019 - 08:44  Governo de MS destaca recorde nas exportações de MS: US$ 5,69 bilhões em 2018
18/01/2019 - 08:28  Prefeitura de Aquidauana não realizará festa de carnaval 2019
17/01/2019 - 18:17  DOF apreende dois veículos com produtos eletrônicos
17/01/2019 - 18:15  Casa do Trabalhador atualiza vagas de emprego
17/01/2019 - 18:10  Mexicano que esfaqueou cachorro em bar é encontrado morto com mais de 50 facadas.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE