PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 09 de Agosto de 2018 - 20:39
Fiscais e gestores de contrato são os olhos da sociedade no setor público



 
 

Fiscais e gestores de contrato são os olhos da sociedade no setor público

 
 
Ingressar no serviço público é um dos sonhos de muitos brasileiros. Bons salários, estabilidade e alguns direitos trabalhistas, que não existem na iniciativa privada, são os principais chamarizes para os concurseiros. Contudo, o exercício da função pública têm obrigações que são uma verdadeira forma de participar da administração com o dinheiro arrecadado com os impostos. Assim é a função do fiscal e do gestor de contratos nos órgãos públicos. 

O Poder Judiciário de MS tem cerca de 150 contratos em vigor. Cada contrato pode ter mais de um fiscal, mas alguns servidores têm sob sua responsabilidade mais de um contrato. A função de fiscalizar é prestada na Capital e também no interior e abrange desde contratos de copeiragem, jardinagem até a criação publicitária – todos acompanhados por servidores. 

“Por isso é tão importante a função de fiscal de contrato”, diz Kele Cristina Leite de Melo, Diretora do Controle Interno, setor responsável pela auditoria das contratações do Tribunal de Justiça. Segundo ela, todo servidor público pode ter, como uma de suas atribuições, a designação de fiscalizar um contrato, o que não se confunde com outras atividades como escrutínio eleitoral e a função de jurado no Tribunal do Júri. 

“O serviço de fiscalizar o contrato com empresas é exercido durante o expediente do servidor, não é uma atividade externa. O servidor público também é um cidadão e tem essa nobre missão de fiscalizar o serviço prestado pelas empresas privadas que tem contratos pagos com dinheiro público”, explica Kele, que diz que os fiscais são os olhos da sociedade na gestão dos contratos.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
21/09/2018 - 15:47  Perseguição e troca de tiros com a polícia acaba com bandido morto no Jardim Aeroporto
21/09/2018 - 15:41  Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
21/09/2018 - 15:37  Grupo preso com dinheiro falso tem preventiva decretada
21/09/2018 - 15:33  Justiça Eleitoral proíbe prisões de candidatos a partir de amanhã
21/09/2018 - 15:31  Bandidos trocaram televisão furtada de chiparia por droga
21/09/2018 - 15:22  Em noite de talentos, alunos e instrutores dos Projetos Sociais do 7º Batalhão PM participam de ...
21/09/2018 - 15:18  Em alusão a Semana Nacional do Trânsito, 7º Batalhão PM em Dois Irmãos do Burití ministra ...
20/09/2018 - 13:41  Federais se unem ao Exército para combater tráfico de drogas e armas na fronteira
20/09/2018 - 13:33  Vacinação antirrábica em Aquidauana está acontecendo nos bairros
20/09/2018 - 13:30  Por conduzir veículo sem Habilitação e praticar direção perigosa, jovem é preso pela Equipe de ...
20/09/2018 - 11:28  Em rondas por Aquidauana, equipe Getam do 7º Batalhão PM captura dois foragidos da Justiça.
20/09/2018 - 11:23  Homem morre enroscado no cardam de caminhão
20/09/2018 - 11:10  Ministério da Saúde entrega para Aquidauana uma ambulância para o SAMU
20/09/2018 - 10:12  Justiça determina que agência do Bradesco aumente número de funcionários para atender clientes
20/09/2018 - 10:10  Mulheres Inspiradoras: Judiciário entrega 2,8 mil livros a escolas da Capital
20/09/2018 - 10:07  Representantes de 26 municípios de MS participam dos Jogos da Melhor Idade
20/09/2018 - 09:59  MS contará com 113 participantes nas Paralimpíadas Escolares Nacionais
19/09/2018 - 20:47  Prefeitura dá início a reforma de passarela de pedestres que liga vilas Trindade e Paraíso
18/09/2018 - 18:18  MPMS deflagra Operação Narco 060 na capital e interior do Estado
18/09/2018 - 18:15  Artista deve ressarcir Fundação de Cultura por não prestar contas
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE